ptenfrdeites

A reeducação postural aplicada às aulas de grupo em ginásio

A Reeducação Postural Global é uma técnica exclusivamente aplicada por fisioterapeutas, fundamentada na anatomia, biomecânica, cinesiologia e osteopatia. Foi desenvolvida por Philippe Souchard em meados de 1982, com bases teóricas nas cadeias musculares e técnica da antiginástica de Françoise Mésières (década de 50).

Consiste na aplicação de posturas ativas, estáticas, maioritariamente sob contrações isométricas, com o objetivo de alongar cadeias musculares encurtadas e fortalecer as cadeias fragilizadas, promovendo o equilíbrio muscular geral em associação com o trabalho respiratório.

Trata os diversos distúrbios morfológicos, do sistema neuro-músculo-esquelético, lesões provenientes de atividades físicas, correção de desvios posturais (com melhores resultados em fase de crescimento), lesões causadas por movimentos repetitivos, má ergonomia escolar ou laboral, sequelas pós-traumáticas, hérnias discais, algumas doenças respiratórias, queixas relacionadas à dor, entre outras.

A prática é indicada desde a infância ou adolescência até à terceira idade e aplica-se a ambos os géneros. Atua tanto ao nível da prevenção como curativo em patologias agudas ou crónicas, mesmo em indivíduos sadios.

OS PRINCIPAIS DESVIOS POSTURAIS

Os desvios posturais podem ser consequência de uma modificação na coluna vertebral, gerando outras compensações de ordem muscular e que afetam diversas estruturas do corpo. Os principais desvios da coluna são: a escoliose determinada pela presença de uma ou mais curvaturas em vista de perfil. A hiperlordose, que se pode verificar tanto na coluna cervical, como lombar, e a hipercifose, que se manifesta na coluna torácica. Tais curvaturas, desenvolvem-se na infância e adolescência, e estabilizam na fase adulta. A ausência do tratamento dos desvios posturais pode causar dor e deformidades no decorrer da vida. A formação desses desvios ocorre, geralmente, na prática de posturas incorretas no cotidiano, ao trabalhar, estudar ou dormir.

SESOPERCEÇÃO E IMAGEM CORPORAL

Através da visualização da posição corporal no espelho, ou por orientação da fisioterapeuta, no que diz respeito à perceção do corpo no espaço, nas variadas posturas, o utente deve proceder à autocorreção das diversas estruturas do corpo quando solicitadas verbalmente, o que envolve o grupo como um todo, em sincronia de movimentos de execução lenta e manutenção estática da postura sob contrações isométricas desde o início, evoluções e até ao fim da postura.

Todas as evoluções posturais são trabalhadas em associação com ciclos respiratórios prolongados. As estruturas que o utente não consegue perceber nem autocorrigir, a fisioterapeuta, de forma individualizada e de acordo com o padrão postural pessoal, reposiciona, ao tocar de forma confiante e alinha os pontos de referência em cada um dos utentes presentes em sala.

A imagem corporal é importante para que ocorra o equilíbrio da relação do corpo físico com a mente, sendo possível manter a boa postura, associado a estímulos sensoriais e modelos posturais corretos, dado que, recordar a manutenção da postura requer disciplina diária.

A utilização desta técnica em aula de grupo em ginásio, proporciona ao utente, uma maior capacidade de concentração, de autoperceção, autocorreção, alívio de dores e o acesso a uma terapia especializada a um valor económico. Decorre assim uma satisfação para o utente, para o ginásio que dispõe de um serviço exclusivo e para a fisioterapeuta que visualiza nos seus utentes o reconhecimento e a gratificação do seu trabalho.

O INÍCIO

Esta terapia é precedida de uma avaliação individual, que consiste numa inspeção detalhada da postura do utente, seja, relação de proporção, assimetrias, característica da dor e dor posicional, caso o utente se queixe, bem como a palpação refinada. Ouvir o relato de sua apresentação postural cotidiana. Em alguns casos, é solicitado o estudo imagiológico e, com bases na anatomia e biomecânica, obtemos um diagnóstico postural e cinesiológico funcional. Damos seguimento à escolha das posturas apropriadas à classe em geral, com atenção às especificidades de cada indivíduo e damos início à prática da Reeducação Postural em grupo.

AS POSTURAS E OS MATERIAIS

Trabalhamos posturas corporais, nomeadamente, rã no ar, rã no chão, asa delta, posturas sentadas com e sem apoio, posturas cruzadas nas posições deitada, sentada e em pé, de pé contra a parede, de pé no meio, entre outras adaptações pertinentes ao grupo que se apresente em sala.

Como materiais, fazemos uso do bastão, essencial para o alinhamento e correções, bolas suíças (em posturas adaptadas), rolos posturais e bolas de ténis.

APLICAÇÃO DA TÉCNICA

Temos como postura base, o alinhamento do occipital, omoplatas e sacro. Secundariamente, os pés paralelos e unidos, joelhos semi-fletidos e pelve em retroversão, bem como, os braços ligeiramente afastados do corpo, sempre sob tensão de alongamento ativo. Dentro destas correcções atentamos para o perfeito alinhamento da cabeça em todos os planos, o desenrolar e rebaixar dos ombros, mantendo-os nivelados, enfatizando a aproximação das omoplatas, os cotovelos geralmente apresentam-se estendidos, salvo algumas posturas. Posiciona-se corretamente a coluna lombar e o sacro, bem como atentamos para a posição dos joelhos e pés, sempre dentro da individualidade de cada corpo, dado que, cada utente apresenta desvios posturais diferentes e, tais posturas, devem ser desenvolvidas para cada desvio específico.

Durante a execução da técnica de Reeducação Postural são incutidos ao utente o trabalho de sensopercepção, acerca do posicionamento das estruturas no espaço, mapeamento, esquema e imagem corporal.

METODOLOGIA

Como metodologia aplicada em ginásio, o grupo deve ser limitado a 6 utentes em sala. Com a frequência de 1 ou 2 vezes por semana. Uma sessão possui duração de 30 minutos, dentre os quais, trabalhamos 3 posturas, sendo uma deitada, uma sentada e uma em pé; cada postura tem uma duração aproximada de 10 minutos entre o início e o fim de execução sendo, por vezes, necessária uma pausa de poucos segundos para descanso e retoma da postura e subsequente evolução final.

RESULTADOS

A utilização desta técnica em aula de grupo em ginásio, proporciona ao utente, uma maior capacidade de concentração, de autoperceção, autocorreção, alívio de dores e o acesso a uma terapia especializada a um valor económico. Decorre assim uma satisfação para o utente, para o ginásio que dispõe de um serviço exclusivo e para a fisioterapeuta que visualiza nos seus utentes o reconhecimento e a gratificação do seu trabalho.

Após cinco anos de atuação profissional neste método, é possível visualizar resultados satisfatórios em cerca de 90% dos casos, a médio prazo, dependendo da frequência, da continuidade da terapia e da perceção de autocorreção no decorrer do cotidiano. Esta é uma técnica especializada e uma mais-valia para a aplicabilidade e dinamização das aulas de grupo.