ptenfrdeites

Setembro! Período de novas resoluções! E agora?

Para que é que se estão a inscrever no Ginásio? Qual a razão pela qual decidiram iniciar uma atividade física? Setembro é um dos principais períodos para novas resoluções! À semelhança do início do ano, esta altura do ano ganha um “poder” de nos ajudar a tomar algumas decisões.

Talvez pelo facto de nas férias termos tido a oportunidade de abrandar, quebrar rotinas e diminuir o ritmo das nossas tarefas diárias, damo-nos a possibilidade de fazer alguma reflexão sobre o “estado” em que estamos. Sobre como estamos em termos financeiros, em termos de relacionamentos, realização profissional, objetivos definidos e atingidos, qualidade da nossa saúde, bem-estar e energias diárias... Muitas vezes, aproveitamos estes momentos para fazermos alguma introspeção e fazermos uma “avaliação” de onde estamos e como estamos! Este é um período especialmente interessante porque também nos permite olhar para a realidade com “olhos” ligeiramente diferentes daqueles com que vemos o dia-a-dia “normal”. Parece ou não, que damos tempo à nossa capacidade de observação e de auscultação daquilo que é realmente importante para nós. Olhamos para nós e para os outros e aparentemente torna-se claro aquilo pelo qual vale a pena fazer aquilo que fazemos no nosso quotidiano e, por vezes, tudo se torna tão simples e claro! E é neste contexto de clareza mental e de espírito que surgem algumas das nossas resoluções! 

E, muitas das vezes, algumas dessas novas resoluções incluem tratar melhor de mim mesmo! Ser mais seletivo com o que como, reservar tempo de qualidade para o meu descanso, fazer exercício físico... Tudo aquilo que posso fazer para me manter física e mentalmente mais saudável! Até porque nestes períodos de reflexão torna-se claro para mim que só vou ser capaz de fazer coisas (inclusive para os outros) se primeiro me sentir em forma e satisfeito! 

E é neste contexto que surge uma das resoluções! Iniciar ou recomeçar a fazer exercício físico! Inscrever-me num Ginásio! 

E este facto é tão verdade como o aumento de inscrições nos Ginásios nesta altura do ano. Aliás, os Ginásios e Health Clubs “sofrem” uma sazonalidade nas inscrições em períodos específicos, como Janeiro, Setembro e o período anterior à época de Verão! 

Perante este padrão, o que é que, invariavelmente acontece a seguir? Diminuição da consistência em relação às novas resoluções! Perda da energia que levou à tomada de decisão! Menor capacidade de traduzir em atos uma ideia ou um pensamento! 

Daí que muitas vezes haja uma diferença, nesta altura, entre as inscrições feitas nos Ginásios e a frequência efetiva dessas pessoas. A vontade de fazer está lá … e o fazer nem por isso! 

A questão que coloco é: O que podemos fazer em relação a isso? O que é que um instrutor ou gestor de Ginásios pode fazer em relação a isso? 

A minha primeira reação é …. Para quê? Sim, para quê? 

Ou seja, aquilo que podemos fazer pelos nossos novos clientes é colocar-lhes a pergunta: Para que é que se estão a inscrever no Ginásio? Qual a razão pela qual decidiram iniciar uma atividade física?  

Para além de podermos colocar perguntas, devemos manter este registo de colocar perguntas até termos respostas que vão para além daquilo que é o mais superficial...da resposta fácil! As perguntas devem ajudar os nossos clientes a encontrarem uma resposta que os ajude a manterem-se fiéis a uma tomada de decisão. A manterem-se consistentes em relação à resolução de final de férias! 

Uma resposta fácil pode ser “porque sim!”, “Porque quero perder peso”, “Porque quero ganhar força”, “Porque quero ganhar abdominais mais definidos”, “Porque quero perder celulite”,... 

Apesar de serem respostas “fáceis” não quer dizer que não sejam válidas. O que quero dizer é que atrás destas respostas (se formos capazes de continuar com perguntas poderosas e potenciadoras) iremos ajudar os nossos clientes a encontrar as verdadeiras respostas que estão na base dessa tomada de decisão. Por exemplo, se alguém responde que quer perder celulite, a razão base dessa resposta pode ser “sentir-se melhor consigo mesma”, “ter mais autoconfiança”, “gostar mais de si”, “sentir-se melhor com o seu corpo”, ... 

A capacidade de ajudarmos a encontrar estas respostas ditará muito da capacidade dos nossos alunos em não desistir, em irem para além da mera inscrição no Ginásio! Em serem congruentes com as suas resoluções porque as consideram realmente importantes! 

Por outro lado, também podemos ajudar os nossos alunos a descobrirem que as suas resoluções “não são para serem levadas a sério”. Porque na verdade não consigo encontrar uma resposta que seja realmente importante para mim e, como tal, não vou ser capaz de encontrar dentro de mim recursos que me ajudem a ultrapassar os obstáculos associados à prática recorrente de atividade física. 

Como tudo na vida, fazemos aquilo que fazemos porque existe uma razão válida para o fazermos! No caso da atividade física, se não tivermos uma razão válida e que seja suficientemente profunda para o fazermos, será relativamente fácil desistirmos após as primeiras aulas de grupo, após os primeiros treinos de musculação, após as primeiras sessões de PT, após o primeiro aconselhamento alimentar! 

Muitas vezes, quando não estamos na praia, a apanhar sol e a pensar na nossa vida, não temos a clareza para perceber que aquilo que fazemos com o nosso corpo diz muito do respeito que temos por nós próprios e por aqueles nos são mais próximos! Cabe-nos a nós, responsáveis e profissionais dos Ginásios, ajudar os nossos cliente a ganharem essa clareza para bem do seu bem-estar e do seu nível de satisfação perante a vida!