ptenfrdeites

O Yôga como promotor de um melhor desempenho nas demais modalidades do ginásio

O yôga e a sua ancestralidade

A prática do yôga tem milhares de anos, segundo os especialistas, pelo menos 5 mil anos de existência. Para ter sobrevivido até aos nossos dias, para ter atravessado milénios sem cair no esquecimento, ou se ter extinguido, é prova mais do que suficiente do seu valor, do seu poder. As suas origens remontam ao local onde hoje se encontra a Índia e o Paquistão, mais precisamente no vale do rio Indo. De origem dravídica ou pré-dravídica, essa filosofia de vida foi cativando cada vez mais adeptos que tinham como principal objetivo expandir a sua consciência a um patamar muito acima da média, o samádhi, a mega lucidez, a hiper consciência.

Ao longo da História, esta filosofia de vida foi sendo alvo de transformações, foram surgindo outros ramos especializados apenas em determinadas técnicas, e surgiram várias escolas. Existem 108 ramos de yôga homologados na Índia e, para além destes, na era da comercialização ocidental desenfreada, sobretudo nos EUA, surgiram até ramos de yôga para cães e outras incoerências, que fazem os antigos mestres dar voltas nos seus túmulos.

Um tipo de yôga fidedigno, com profissionais bem formados, promove no aluno alterações fabulosas num curto espaço de tempo. Apesar de nos ginásios a pretensão primeira não ser o samádhi, o que é certo é que o praticante vê transformar a sua condição física e a perceção do mundo de forma extraordinária, melhorando a performance física, as suas relações, o seu foco e o alcance das suas metas.

A prática do yôga como base para um melhor desempenho nas demais modalidades

Muitos atletas acabam por nunca experimentar uma aula de yôga pelo simples facto de terem a ideia errada de que é algo muito parado, ou que é místico e espiritual, ou ainda que está voltado sobretudo para o público feminino, afastando os atletas masculinos. Só após as primeiras aulas, caso pratiquem um tipo de yôga autêntico, se vão aperceber do poder desta prática ancestral. É, então, que têm noção que essa prática pode ser a chave para elevar a sua condição física a um outro patamar. 

Frequentemente, atletas experientes e com uma boa condição física, saem de uma primeira aula de yôga impressionados, dada a dificuldade que apresentaram em fazer posições aparentemente simples e permanecer nelas por um determinado período de tempo. É comum ouvir o aluno iniciante dizer que descobriu músculos que nem sequer sabia que existiam.

Ao praticar yôga o aluno vai perceber uma metamorfose no seu corpo físico, emocional e mental que não o vai deixar indiferente. Melhora a sua performance desportiva, mas mais do que isso, transforma todas as áreas da sua vida, graças a essa consciência expandida. Vai perceber logo nas primeiras aulas um aumento da capacidade respiratória, expandindo em muito a amplitude pulmonar e, à medida que vai praticando com mais regularidade, tonifica a musculatura e aumenta a flexibilidade; trabalha a capacidade de superação, tão importante para alcançar as metas ao longo da vida, e não só as desportivas; aumenta a concentração com recursos eficazes e com milénios de garantia; promove equilíbrio vertebral; corrige a postura física; entre outras técnicas que melhoram a performance a vários níveis.

Capacidade respiratória: ao respirar de forma mais consciente e ampla transporta-se mais energia às células, mais energia ao corpo, gere-se melhor o esforço, ganha-se mais vitalidade e melhora também o estado emocional, reduzindo a pressão em situações de stress.

Força e a flexibilidade: estas técnicas, para além de melhorarem a resistência e minimizarem as lesões, tornam o aluno mais saudável e consciente de cada parte do seu organismo, com milhares de técnicas baseadas num trabalho isométrico, sem repetição.

Concentração: os exercícios que a desenvolvem aumentam o foco, a atenção, o melhor conhecimento de todo o corpo físico, emocional e mental.

Redução do stress: não só o atleta de alta competição, mas o desportista comum é muitas vezes acometido por tensões e situações stressantes que prejudicam a sua performance desportiva. A prática do yôga ajuda a eliminar essa tensão e a deixar que a energia seja toda ela canalizada para o alcance dos resultados almejados.

Ao praticar yôga o indivíduo começa a ter uma noção mais pormenorizada não só do seu corpo, mas também do mundo que o rodeia e, se é capaz de gerir melhor o seu potencial físico, melhora também a sua qualidade de vida. Não raras vezes os alunos dirigem-se ao seu professor revelando que, desde que começaram a fazer regularmente as aulas, a sua vida sofreu uma transformação para melhor, em várias áreas da sua vida e não só no campo físico ou desportivo. Com frequência, revelam que começaram a ter mais consciência na forma como se alimentam, como se relacionam com as pessoas, como encaram os problemas e os transformam em soluções. Uma metamorfose completa.