ptenfrdeites

Coaching no desporto

Segundo a International Coaching Federation (ICF), coaching é “constituir uma parceria com clientes num processo estimulante e criativo que os inspira a maximizar o seu potencial pessoal e profissional”.

O coaching no desporto é realizado, hoje, através de um Coach externo ou através de técnicas de coaching aplicadas pelo Treinador/ Personal Trainer ao seu atleta, equipa ou cliente. O coaching no desporto visa essencialmente ajudar o atleta na superação da sua performance e facilitar o alcance dos resultados a que o atleta se propõe. 

Sabemos, também, que a nossa vida assenta em vários pilares, sejam eles a família, relacionamentos, amigos, hobbies, finanças pessoais, carreira, as crenças e valores individuais, entre outros, e que todos eles se relacionam. Arrisco-me a dizer que é uma utopia, hoje, um treinador ignorar tal facto e se focar apenas no treino físico. Perante esta tomada de consciência o que fazer? Como treinador preciso de fazer uma certificação em coaching? 

Sim, se for a essa a sua vontade e, nesse caso, aconselho-o a procurar uma certificação reconhecida pelo ICF (organização que representa os coaches internacionalmente e regulamenta as boas práticas da atividade) ou uma formação mínima de 60h que se guie pelo código de ética do ICF. No entanto, o importante num treinador é que aprenda a utilizar técnicas-chave de coaching para ajudar os seus atletas a tirarem o melhor deles próprios em busca dos seus próximos níveis de excelência.

No coaching, um dos pontos fundamentais é a ética que regula o respeito pelo modo como o outro vê o mundo e não a imposição do nosso modo de ver o mundo, o nosso modo de ver e sentir as coisas. Costuma dizer-se, que “o mapa não é o território”, ou seja, o mapa é a representação do território mas não é o território em si. As minhas certezas e opiniões são as resultantes das minhas experiências e das minhas crenças e, por isso, são diferentes das dos outros. No campo do desporto é importante perceber como o nosso atleta vê o mundo e como gere as suas emoções. Através da utilização de uma escuta ativa e da aplicação de perguntas poderosas pertinentes, facilitamos a emergência de verdadeiros momentos de superação pessoal na pessoa. Sendo assim, nos dias de hoje, um bom treinador/PT que deseje ir mais longe na excelência do seu trabalho, deve ter este conhecimento como uma mais-valia.

O Coaching é o processo que nos permite viajar com excelência do ponto atual para futuro. O coaching não quer saber do passado, mas sim onde estamos agora e a distância que nos separa do ponto onde queremos chegar. Podemos pontualmente viajar ao passado, somente para resgatar pontos fortes cruciais, momentos de sucesso e utilizá-los para nos ajudarem a chegarmos ao futuro desejado. O foco é a capacidade que nos guia para o ponto de chegada desejado e nos ajuda a encontrar os recursos necessários durante essa viagem. 

Um coach é um facilitador de aprendizagem, ajuda na tomada de consciência e na descoberta de novos caminhos.  Podemos imaginar o coach como um MacGiver, com a sua caixa de ferramentas que entrega aos seus atletas no sentido deles próprios se transcenderem. No entanto, as ferramentas e as soluções estão, na verdade, dentro do próprio atleta. Cabe ao coach, ou ao treinador, dominar as técnicas para facilitar esse processo de descoberta. As técnicas de coaching permitem que o(a) atleta/equipa/cliente crie novas metas, assuma a responsabilidade pelos caminhos escolhidos e se desafie a ir mais além. “Eu sou a causa da minha mudança e os resultados são a consequência das minhas escolhas.”

Em 1998, quando trabalhava como diretora de Health Clubs, conheci o coaching. Em parceria com um coach Inglês, trabalhávamos com o intuito de criar uma visão e alinharmos valores, no sentido de conseguirmos trabalhar mais eficazmente com as nossas equipas e criarmos um propósito comum. Na altura, em Portugal, pouco se ouvia falar de coaching. Hoje, praticamente 20 anos depois, nas grandes empresas, o coaching é tido como fundamental para o sucesso individual, das equipas e das organizações. Quem não acredita que tem um próximo nível está a impedir-se de crescer. Brinco com os meus filhos quando afirmo que sou uma eterna estudante, sempre na busca de ser melhor. Quanto melhor pessoa for, mais posso contribuir e servir!

“Para quê”? é a pergunta base na descoberta do nosso verdadeiro propósito. Nem todos os treinadores sabem responder a esta pergunta. Um Coach tem uma pá e escava, escava, até encontrar na face do seu atleta o chamado “Ah!Ah! Moment!” – momento de tomada de consciência e, nesse ponto, não há ruído que o impeça de chegar à sua meta! 

Relembro o caso de uma senhora, com inicio de Parkinson, que procurou uma PT porque o médico a aconselhou a fazer exercício para aumentar o seu bem-estar. Felizmente, a PT estava dotada das ferramentas de Coaching e conseguiu facilitar o processo de tomada de consciência da “Francisca”, da dor real que se escondia atrás da sua dor aparente. Avó pela primeira vez, não se permitia a tomar conta da sua neta bebé, com medo de a deixar cair. Um ano depois, a sua condição física estava alterada e já ficava com a sua neta, enquanto a filha trabalhava. Na hora do último agachamento ou flexão, o que a fazia ter motivação para o último esforço? O aumento do seu Bem-Estar ou a imagem da neta ao seu colo em segurança? Qual é a diferença que fez a diferença?

O conhecimento das técnicas de coaching permitem ao treinador aproveitar melhor as oportunidades e os momentos que se podem constituir como verdadeiros momentos de viragem. Permite facilitar “on time” a transformação de problemas em desafios. Esses momentos são preciosos para as pessoas irem mais longe. É uma pena que, muitas vezes, o desconhecimento das ferramentas de coaching nos faça perder oportunidades de ouro. As perguntas poderosas colocadas na altura certa, podem ter resultados inesperadamente positivos.

O Coaching não é apenas útil para as equipas, para os atletas e para os clientes. É também fundamental para o profissional de desporto. Todos precisamos de ser desafiados, que nos ajudem a ir mais longe, a ver a partir de uma perspetiva diferente, a encontrar os nossos recursos ilimitados, muitas vezes escondidos e, até mesmo, desconhecidos. 

Tudo o que nos ajude a passar do ponto A para o ponto B é crescimento. Existe sempre, ao nosso alcance, o próximo degrau na ESCADA DA VIDA. VALE A PENA VIVÊ-LA EM ABUNDÂNCIA DE RECURSOS E SERVIR COM EXCELÊNCIA!